FARROUPILHA
25° MÁX 11° MÍN
 |  Saúde  |  Saúde

Fabiano Piccoli afirma que UBSs 24 horas e abertura da UPA devem ser alternativas caso o hospital feche

Hospital corre o risco de fechar caso não receba o valor de R$ 2 milhões até o dia 15 de novembro

 | Créditos: Arquivo Spaço FM
Clique no canto direito-topo para ampliar.
O Hospital São Carlos de Farroupilha poderá encerrar as atividades caso não receba o valor de R$ 2 milhões até o dia 15 de novembro. De acordo com o presidente da Câmara de Vereadores, Fabiano Piccoli, a responsabilidade de ofertar a saúde para a população farroupilhense é da administração municipal. Ele explica que este ano a prefeitura destinou 62% da receita pública ao hospital, o estado 5% e a união 32%. Segundo Piccoli, estão sendo buscadas alternativas caso a gestão da casa de saúde decida fechar a casa de saúde pela grave crise financeira. "Se essa for a decisão, nós temos o compromisso do prefeito Claiton, do Executivo, de ter saúde para a população farroupilhense", declara. Além disso, Piccoli comenta que são estudadas alternativas para atender a comunidade como manter alguns postos de saúde abertos 24 horas e realizar a abertura da UPA. 

Confira a entrevista no áudio abaixo: