FARROUPILHA
25° MÁX 15° MÍN
 |  Geral  | 

Padre Ezequiel Dal Pozzo afirma que ficou chateado por não poder cantar Hino dos 300 anos de Aparecida no santuário, em São Paulo

Ele deve entoar uma canção em conjunto com um grupo de padres cantores nesta quinta-feira

 | Créditos: Reprodução Facebook//Padre Ezequiel Dal Pozzo
Clique no canto direito-topo para ampliar.
O padre Ezequiel Dal Pozzo, da Diocese de Caxias do Sul, está no interior de São Paulo para a homenagem e comemoração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora no Rio Paraíba do Sul. A data é comemorada nesta quinta-feira, 12, no Santuário Nacional de Aparecida, quando é encerrada a programação com o Festival da Padroeira. O evento também deve reunir padres famosos como Fábio de Melo, Zezinho, Reginaldo, Antônio Maria, entre outros.
Segundo o padre Ezequiel, um grupo de cerca de 10 padres cantores de várias regiões do Brasil não irão cantar como os outros, de maneira solo, tendo um espaço menor de apresentação em conjunto na entoação da Oração da Família, que deve ocorrer nesta quinta. Ele conta que o grupo ficou chateado, mas isso acontece em função da organização do evento. Recentemente o padre Ezequiel lançou o Hino aos 300 anos de Aparecida, trabalho que gostaria de mostrar no santuário mais importante do país. "Nós fizemos de tudo para tentar cantar essa música de Aparecida pela repercussão que ela teve", pontuou.
 
Confira a entrevista no áudio abaixo: