FARROUPILHA
26° MÁX 18° MÍN
 |  Política  |  Pré-candidatura

“Prefeito que não faz nada, prefeito que não faz obra nenhuma, aí esse não tem apontamento, não tem Ministério Público”, declara Jairo Jorge

Ex-prefeito de Canoas é pré-candidato ao governo do estado

 | Créditos: Luis Carlos Muller
Clique no canto direito-topo para ampliar.
O ex-prefeito de Canoas, Jairo Jorge (PDT), é um dos pré-candidatos ao governo do estado. Juntamente com uma comitiva do partido, ele esteve na Spaço FM para conceder uma entrevista. Durante o programa, Jorge evitou críticas à políticos que já tiveram o cargo de governador do Rio Grande do Sul. “Não estou fazendo campanha da forma como alguns fazem. Não atiro pedras em ninguém, não atiro nem no Sartori, nem no Tarso, nem na Yeda, nem no Rigoto. Acredito que esse caminho não leve a lugar nenhum”, afirmou.
Recentemente Jairo Jorge teve os bens bloqueados pela justiça devido a uma ação de improbidade administrativa que investiga irregularidades na merenda escolar. “Se eu tivesse deixado um ano as crianças sem merenda eu teria agredido a quem?  No dia 1º de fevereiro entrava as aulas, o que eu faria? Deixaria um ano até a licitação, deixaria 76 escolas sem limpeza? A prefeitura contratou como todas as prefeituras, Farroupilha, Caxias, Bento Gonçalves. A oposição tentou quatro vezes e agora na quarta tentativa eles conseguiram. As três primeiras o Tribunal de Contas me inocentou e agora a juíza concedeu liminar e estou buscando no Tribunal de Justiça a revisão disso e tenho certeza que vou ganhar porque é algo absolutamente injusto”, declarou. Jorge destacou que seu patrimônio é de R$ 1,4 milhões em 36 anos de trabalho e que está recorrendo.
Além disso, ele ainda ressaltou que durante seus dois mandatos entregou 835 obras. “Prefeito que não faz nada, prefeito que não faz obra nenhuma aí esse não tem apontamento, não tem Ministério Público”, finaliza.

Confira a entrevista no áudio abaixo: