FARROUPILHA
28° MÁX 21° MÍN
 |  Saúde  |  Greve

Presidente do Sindicato dos Enfermeiros reafirma paralisação no Hospital São Carlos, caso 13° não seja pago até sexta-feira

Estêvão Finger abordou o assunto ao vivo durante o Panorama desta quarta-feira

Estêvão Finger - Presidente do SERGS | Créditos: Divulgação/Facebook/Estêvão Finger
Clique no canto direito-topo para ampliar.

O Presidente do SERGS - Sindicato dos Enfermeiros do Rio Grande do Sul, Estêvão Finger, participou ao vivo no Panoramna desta quarta-feira, para explicar a situação dos funcionários do Hospital São Carlos, que estão sem receber a segunda parcela do 13º salário. Funcionários de higienização, copa, cozinha, técnicos e auxiliares de enfermagem optaram em assembleia por uma paralisação, caso o pagamento não seja efetuado até a próxima sexta-feira, dia 30. Após a notificação ao Hospital, feita nesta manhã, caso não ocorra o pagamento da parcela atrasada, os funcionários devem entrar em greve por tempo indeterminado. A Coordenadora do Setor de Pediatria, Drª Ângela Rech, também falou ao vivo durante o Panorama e reforçou que os médicos pediatras continuam sem receber e que os médicos pediatras estão atendendo apenas urgência e emergência. Drª Ângela suspeita que a atitude da administração do hospital em não efetuar o pagamento aos pediatras, seja intencional, para jogar a responsabilidade do fechamento da pediatria para os médicos.

Você confere as declarações na íntegra na galeria de áudios abaixo.